• (31) 3281-1090
 

SAMU mineiro vai atender a 6,5 milhões de pessoas

A implantação efetiva de um novo Samu Regional Centro começou este mês, depois que a Secretaria de Estado de Saúde de de Minas recebeu do Ministério da Saúde 30 novas ambulâncias recentemente.

A implantação efetiva de um novo Samu Regional Centro começou este mês, depois que a Secretaria de Estado de Saúde de de Minas recebeu do Ministério da Saúde 30 novas ambulâncias. Os veículos serão equipados pela Secretaria, que investirá cerca de R$ 792 mil para convertê-los em Unidades de Suporte Básico (UBS) e Unidades de Suporte Avançado (USA). Eles ampliarão o atendimento dos Samus Municipais e formarão o Samu Regional Cento. A previsão é de que até o fim do primeiro trimestre de 2016 a nova forma esteja em pleno funcionamento.

Outras 19 ambulâncias, que permaneciam paradas desde a metade do ano passado, na gestão anterior do governo do estado, estão agora na fase de manutenção. A previsão é de que até o final deste ano elas estejam em circulação.

Com isso, a frota total para socorro vai dobrar. Atualmente, 49 ambulâncias atendem cerca de 4,6 milhões de pessoas em 12 cidades. Com o reforço de mais de 49 ambulâncias, a frota total será de 98 veículos, distribuídas em 42 municípios - além dos 12 que já tem os Samus municipais, outros 30 terão novas centrais de regulação, atendendo um total de 104 municípios. Dessa maneira, a população atendida aumentará em 42%, chegando a um total de 6,5 milhões de habitantes.

De acordo com a diretora de Redes Assistenciais da SES-MG, Cláudia Pequeno, a atual gestão está, neste primeiro momento, aproveitando as cinco centrais do SAMU já existentes nas cinco microrregiões para, a partir delas, implantar o atendimento regionalizado.

"A Secretaria de Estado de Saúde flexibilizou a estratégia de implantação da rede para depois criar uma centra única", afirma. 

A expectativa é a de que primeira etapa de implantação, que prevê a estruturação das bases descentralizadas e da regulação, sendo finalizada até o fim de 2015. O Consórcio Intermunicipal Aliança para a Saúde (CIAS) será o responsável por gerenciar as centrais de regulação e ajudará na estruturação das bases descentralizadas e contratação da equipe que vai compor a rede. O destino de 37 das 49 ambulâncias, já foi definido.


Responsável Técnico: Dr. Manoel Jacy Vilela Lima - Diretor Técnico
HC-COOP • Todos os direitos reservados.
Desenvolvido pela ConsulteWeb.