• (31) 3281-1090
 

Especialistas reforçam a importância do leite materno

A amamentação é uma pratica natural, capaz de trazer inúmeras vantagens para o bebê.

Médicas esclarecem dúvidas sobre amamentação e os benefícios deste ato para a saúde do bebê e da mãe

 

Que o leite materno é muito importante para a saúde do bebê, não há dúvidas. Ele é rico em todos os nutrientes de que a criança necessita, além de possuir anticorpos necessários para o desenvolvimento saudável. Tamanha a sua importância que foi lançada a Semana Mundial do Aleitamento Materno (SMAM). Uma campanha criada pela Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno (WABA, na sigla em inglês), e todo ano, mundialmente, é comemorada entre os dias 1 e 7 de agosto.

 Segundo especialistas, esta deve ser a única forma de alimentação durante os seis primeiros meses de vida. Em entrevista, médicas da Clínica de Especialidades Médicas HC-COOP, a mastologista, Dra. Débora Balabram, a ginecologista e mastologista, Dra. Aloma Morici e a pediatra e infectologista, Dra. Regina Lunardi, explicam a importância deste ato e os benefícios do aleitamento para mães e filhos.

 

Qual a importância do aleitamento materno para a criança?

Regina Lunardi - O leite humano é uma substância protetora que estimula as reações imunológicas. Protege as crianças contra doenças infecciosas e diminui a incidência de quadros alérgicos. Além disso, tem papel importante no desenvolvimento neurocognitivo da criança, especialmente nos prematuros.

 

Quais são os benefícios da amamentação para a mulher? 

Débora e Aloma – A cada cinco meses de amamentação, os riscos de câncer de mama diminuem em 2% (dados do World Cancer Research Fund de 2017). A amamentação também reduz o risco de cânceres de ovário e endométrio, doenças cardiovasculares, diabetes mellitus e auxilia na perda de peso do período pós-parto. Além disso, representa economia para as famílias, tanto pelo menor gasto com fórmulas quanto em relação aos custos médicos, devido à menor incidência de doenças na criança.

 

Qual o período que a criança deve ser amamentada?

Regina Lunardi – Durante os seis primeiros meses de vida, exclusivamente com o leite materno. Após esse período, inicia-se gradualmente a introdução de outros alimentos, mantendo o leite humano até os dois anos.

 

Quais são as principais propriedades do leite materno?

Regina Lunardi - O leite materno é composto de proteínas, gorduras, vitaminas e carboidratos. É o aliado do bebê para o desenvolvimento fora do útero. Sua composição varia de acordo com a fase em que se encontra. A primeira, chamada colostro, é espesso e amarelado, farto em proteína e sais minerais. Após essa etapa, o leite encontra-se maduro e é rico em todos nutrientes. O leite materno sacia a sede, alimenta, nutre, imuniza, é natural, não tem custo, ajuda no desenvolvimento facial, está sempre na temperatura ideal, é higiênico e pode ser levado a qualquer lugar, qualquer hora.

 

Como saber se a criança mamou o suficiente?

Regina Lunardi - A mama esvazia, fica mais murcha, o bebê fica satisfeito e, geralmente dorme.


Se amamentar o período menor que o ideal o que pode acontecer com o bebê?

Regina Lunardi - A introdução precoce de fórmulas infantis pode interferir no sobrepeso e obesidade, além da perda da proteção contra doenças infecciosas.

 

Por que algumas mulheres não produzem leite e o que fazer neste caso?

 Débora e Aloma – São raras as mulheres que não conseguem produzir leite, muitas vezes a baixa produção tem relação com doenças e o uso de medicamentos que as impeçam de amamentar. Neste caso, orientamos medidas que sejam adequadas para a idade do lactente, sempre com a orientação de um pediatra.

 

É normal a produção de leite diminuir, mesmo quando o bebê está amamentando normalmente?

Regina Lunardi – Sim, quando os fatores emocionais, sociais, estresse, cansaço afetam a mulher. Porém, o normal é que quanto mais o bebê mamar, maior será o estímulo para a produção do leite, por meio da prolactina (hormônio responsável por essa produção).

 

Um seio pode produzir mais leite do que o outro, mesmo quando a mãe oferece as duas mamas igualmente?

Débora e Aloma – As mamas estão anatomicamente preparadas para produzir a mesma quantidade de leite. No entanto, é possível que amamentar de um lado seja mais confortável para a mãe ou a pega de um dos lados seja mais fácil para o bebê. Sugerimos que as mães tentem estimular a mamada pelos dois lados para não interferir na produção e uma das mamas.

 

 A ansiedade impacta na quantidade e qualidade do leite materno?

Débora e Aloma – Mulheres com muita ansiedade podem ter mais dificuldade para amamentar. Por isso, orientamos sobre a importância da preparação para essa fase, durante a gestação. Em contrapartida, a amamentação ajuda a diminuir a ansiedade do período pós-parto.

 

O que a mãe pode comer para aumentar a produção de leite?

Regina Lunardi - Deve incluir frutas, legumes, carne, ovos, leite, verduras, arroz e feijão. Doces e massas devem ser utilizados criteriosamente e refrigerantes evitados. Bebidas alcoólicas, nicotina e outros tipos de drogas (maconha, cocaína, etc.) estão contraindicados.

 

O leite retirado por ser congelado?

Regina Lunardi - Sim, na geladeira doméstica entre dois e seis graus, por 24 a 48 horas; congelado a menos de 20 graus, por um a três meses. Pode ser mantido à temperatura ambiente, em local fresco, por até nove horas.

 

O uso de anticoncepcional interfere na qualidade do leite?

Regina Lunardi – Os anticoncepcionais podem ser usados apenas seis semanas após o parto, e deve-se preferir aqueles que contém apenas progesterona, sem o estrogênio. Atualmente, a medroxiprogesterona, contraceptivo injetável e disponível na rede pública, pode ser usada sem problemas durante a amamentação.

 

Próteses de silicones nos seios atrapalham o aleitamento? 

Débora e Aloma – Cirurgias estéticas na mama, sejam de aumento (implantes de silicone) ou redução (mamoplastia), não contraindicam a amamentação. Elas podem às vezes afetar a capacidade de produzir ou ejetar o leite.

 

O que são os nódulos mamários que aparecem durante a gravidez?

 Débora e Aloma - São caroços que podem indicar coleção de líquido ou doenças benignas ou malignas da mama. Portanto, devem ser sempre investigados. 

 

As perguntas foram feitas com base nas principais dúvidas a respeito da amamentação. Para mais esclarecimentos, procure seu médico.




Responsável Técnico: Dr. Manoel Jacy Vilela Lima - Diretor Técnico
HC-COOP • Todos os direitos reservados.
Desenvolvido pela ConsulteWeb.